Working Paper 434

Structural Trends and Cycles in a DSGE Model for Brazil


Silvio Michael de Azevedo Costa


Abstract

This paper builds and estimates a structural growth model with micro-founded specifications of trends and cycles to allow a consistent multivariate filtering of key macroeconomic variables. Emerging countries like Brazil show expressive trend dynamics that can blur the vectors determining real business cycles, but most models cannot consider this additional complexity, and so they usually throw out meaningful dynamics of scarce data. Our basic DSGE model cares for the raw data dynamics and aims to disentangle endogenously trends and cycles and unveil the underlying growth vectors. Thereby, historical interpretation and forecasts can hold internal consistency, which improves storytelling and calls for an in-depth forecasting. We report model evaluation summaries to support fully integrated models as a highly valuable tool for applied macro exercises and policy advising. Yet, we present an application for the measurement of potential output and the output gap.

Resumo

Esse artigo apresenta e estima um modelo estrutural com crescimento que contém especificações microfundamentadas para tendências e ciclos, o que permite uma filtragem multivariada consistente das principais variáveis macro. Países emergentes como o Brasil apresentam dinâmicas significativas nas tendências das séries que dificultam a mensuração dos ciclos, todavia os modelos geralmente não contém estrutura para analisar tal dimensão e simplesmente descartam essa parte da informação. O artigo mostra que um modelo DSGE simplificado pode analisar toda a dinâmica contida nos dados, separar endogenamente os componentes de tendência e ciclo e oferecer uma decomposição estrutural dos vetores determinantes do crescimento. Assim, a decomposição histórica e as projeções do modelo possuem consistência interna, o que aprimora a narrativa macroeconômica. As propriedades do modelo são avaliadas para argumentar em favor dos ganhos qualitativos em uma análise com modelos integrados. Por fim, uma aplicação mostra as contribuições do modelo para a mensuração do produto potencial e do hiato do produto no Brasil.