BCB - Abstracts

 

Working Paper 267

Sudden Floods, Prudential Regulation and Stability in an Open Economy


Pierre-Richard Agénor, K. Alper and L. Pereira da Silva


Abstract

We develop a dynamic stochastic model of a middle-income, small open economy with a two-level banking intermediation structure, a risk-sensitive regulatory capital regime, and imperfect capital mobility. Firms borrow from a domestic bank and the bank borrows on world capital markets, in both cases subject to an endogenous premium. A sudden flood in capital flows generates an expansion in credit and activity, and asset price pressures. Countercyclical regulation, in the form of a Basel III-type rule based on real credit gaps, is effective at promoting macroeconomic stability (defined in terms of the volatility of a weighted average of inflation and the output gap) and financial stability (defined in terms of the volatility of a composite index of the nominal exchange rate and house prices). However, because the gain in terms of reduced volatility may exhibit diminishing returns, a countercyclical regulatory rule may need to be supplemented by other, more targeted, macroprudential instruments.

Resumo

Nós desenvolvemos um modelo dinâmico estocástico de economia pequena e aberta (de renda média), com uma estrutura de intermediação bancária de dois níveis, um regime de capital regulatório sensível a risco, e mobilidade imperfeita de capital. As firmas tomam empréstimos de um banco doméstico e o banco toma emprestado no mercado de capital mundial, e ambos estão sujeitos a um prêmio endógeno. Uma inundação repentina nos fluxos de capital leva a uma expansão na atividade e no crédito, e pressão nos preços de ativos. Uma regulação contracíclica, conforme regra do tipo Basiléia III baseada em hiatos do crédito real, é efetiva em promover a estabilidade macroeconômica (definida em termos da volatilidade de uma média ponderada de inflação e do hiato do produto) e a estabilidade financeira (definida em termos de volatilidade de um índice composto de taxa de câmbio nominal e preços de imóveis). Entretanto, os ganhos em termos de redução de volatilidade podem exibir retornos decrescentes, ocasionando que uma regra de regulação contracíclica pode precisar ser suplementada por outros instrumentos macroprudenciais, mais focados.