Logomarca BCB

Nota do Presidente do Banco Central

09/05/2012 10:35:00

Brasília – A propósito do editorial “O BC domesticado”, publicado nesta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirma que:

1) O Brasil é um país onde vigora a liberdade de opinião e pensamento, o que permite que qualquer cidadão possa ter posições pessoais a respeito do que considerar apropriado, inclusive política monetária e juros;

2) A presidenta da República, Dilma Rousseff, já afirmou publicamente que a condução da política monetária é da alçada exclusiva do Banco Central do Brasil:
Quem fala de juros no meu governo é o Banco Central, Alexandre Tombini. Nem eu nem ninguém tem autorização para falar sobre juros”, disse a presidenta a jornalistas em Hannover, na Alemanha, em 5 de março de 2012 (fonte Agência Brasil);

3) O Banco Central tem assegurada total autonomia para tomar decisões de política monetária, sem quaisquer interferências de outros órgãos do governo ou de agentes econômicos;

4) Todas as decisões tomadas pela atual diretoria colegiada seguem análises e  critérios estritamente técnicos, que são explicitados nos documentos oficiais do Banco Central.

Brasília, 9 de maio de 2012
 
Banco Central do Brasil
 Assessoria de Imprensa
 (61) 3414-3462
 
imprensa@bcb.gov.br