Logomarca BCB

CMN - Voto do Banco Central - Reunião de 29/02/12

29/02/2012 16:38:00

VOTO: Aprovação do balanço do Banco Central

O Banco Central do Brasil apresentou, em 2011, resultado positivo de R$23,5 bilhões (1º sem – R$12,2 bilhões / 2º sem – R$11,3 bilhões). O valor resulta, principalmente, da diferença entre receitas e despesas com juros incidentes sobre as operações em moeda local, tais como operações com títulos em carteira e compromissadas, remuneração da conta única do Tesouro Nacional e remuneração de depósitos compulsórios. O resultado do 2º semestre será transferido ao Tesouro Nacional no prazo de até 10 dias úteis, a partir desta data (29/02/2012).

Em relação às demonstrações de 2011, cabe destacar que a empresa de auditoria independente manifestou-se com um parecer sem ressalvas, como vem fazendo desde a implementação integral das normas internacionais de contabilidade emitidas pelo International Accounting Standards Board – IASB.

Acompanha essas demonstrações financeiras o Relatório da Administração, o qual apresenta as principais ações do Banco Central na economia e no relacionamento com a sociedade, bem como as orientações estratégicas da Instituição. A proposta do Relatório é dar tanto aos formadores de opinião quanto ao cidadão comum a oportunidade de conhecer as medidas mais relevantes adotadas pela autarquia.

Na Internet

O Balanço Patrimonial, a Demonstração do Resultado e as correspondentes Notas Explicativas do Banco Central do Brasil de 31 de dezembro de 2011, aprovados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 29 de fevereiro de 2012, bem como o Parecer dos Auditores Independentes e o Relatório da Administração, estão disponíveis na página do Banco Central do Brasil na Internet (www.bcb.gov.br).


VOTO: Vigência da proibição da atuação de correspondentes dentro de dependências bancárias

O CMN aprovou resolução que prorroga, para 1º de novembro de 2012, a proibição para contratação de correspondentes pelas instituições financeiras para atuação no recinto de suas dependências (agências e postos). O objetivo é propiciar a paulatina adequação dos procedimentos exigidos das instituições financeiras, com vistas a não comprometer a oferta de crédito, permitindo a adoção de modelos de concessão que atendam às demandas da sociedade. A data prevista originalmente para a vigência dessa medida era 4 de abril de 2012.

Brasília, 29 de fevereiro de 2012

Banco Central do Brasil
Assessoria de Imprensa

imprensa@bcb.gov.br
(61) 3414-3462