BCB - Abstracts

 

Working Paper 287

Some Financial Stability Indicators for Brazil


Adriana Soares Sales, Waldyr D. Areosa and Marta B. M. Areosa


Abstract

We present a methodology to construct a Broad Financial Stability Indicator (FSIB) based on unobserved common factors and a Specific Financial Stability Indicator (FSIS) for the Brazilian economy combining observed credit, debt and exchange rate markets indicators. Rather than advocate a particular numerical indicator of financial stability, our main goal is methodological. Our indicators, calculated in sample and ex-post, seem to capture three periods of considerably high financial instability in Brazil: (i) the 1998/1999 speculative attack on the Real, (ii) the government transition of 2002/2003 and (iii) the intensification of the 2008/2009 subprime financial crisis triggered by the collapse of the Lehman Brothers. We also propose an alternative methodology that decomposes business cycle fluctuations in two components -- a Financial Factor (FF) and a Real Factor (RF) -- which are identified from co-movements of financial and non-financial variables. The results are similar to the ones pointed out by our FSIB and FSIS measures.

Resumo

Este artigo apresenta uma metodologia para construção de um índice de estabilidade financeira amplo (FSIB) baseado em fatores comuns não observados e de um índice de estabilidade financeira específico (FSIS) para a economia brasileira combinando indicadores observáveis dos mercados de crédito, débito e câmbio. Ao invés de focar em um valor numérico para a estabilidade financeira, o principal objetivo deste artigo é metodológico. Os indicadores, calculados dentro da amostra e a posteriori, parecem capturar três períodos de instabilidade financeira consideravelmente alta no Brasil: (i) o ataque especulativo ao Real em 1998/1999, (ii) a transição de governo em 2002/2003 e (iii) a intensificação da crise financeira do subprime em 2008/2009 disparada pelo colapso do Lehman Brothers. Propõe-se também uma metodologia alternativa que decompõe as flutuações no ciclo econômico em dois componentes – um Fator Financeiro (FF) e um Fator Real (RF) – que são identificados através do movimento conjunto de variáveis financeiras e não-financeiras. Os resultados são similares aos obtidos com as medidas FSIB e FSIS.