Logomarca BCB

BCB - Resumos/Abstracts

 

Working Paper 272

Determinantes da Estrutura de Capital das Empresas Brasileiras: uma abordagem em regressão quantílica


Guilherme Resende Oliveira, Benjamin Miranda Tabak, José Guilherme de Lara Resende e Daniel Oliveira Cajueiro


Resumo

Este estudo examina os determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras entre os anos de 2000 e 2009. Baseado no modelo de regressão quantílica e comparando com modelos convencionais (mínimos quadrados e efeitos fixos), o trabalho proporciona maior compreensão da estrutura de capital ao revelar a informação disponível nos quantis. Esse ponto não foi observado em estudos brasileiros anteriores, que apenas analisaram a tendência geral dos parâmetros estimados para os determinantes. De acordo com os resultados, concluímos que existe uma influência estatisticamente significante dos quantis sobre os coeficientes estimados, isto é, os efeitos dos determinantes variam dependendo do quantil. Essa influência é justificada teoricamente pelos custos de falência e agência correspondentes ao nível de endividamento das empresas, a cada quantil. Assim, as previsões dos efeitos das principais teorias da estrutura de capital, {\itshape{pecking order}} e {\itshape{trade-off}}, se aplicam, dependendo do determinante, tipo de dívida e quantil analisados. Não obstante os resultados das variáveis tamanho e lucratividade mostram que a {\textit{pecking order}} se torna mais forte à medida que os quantis aumentam.

Abstract

This work examines the determinants of the capital structure of Brazilian companies between the years 2000 and 2009. Based on quantile regression model and on the comparison with conventional models (least squares and fixed effects), the work provides better understanding of capital structure to reveal the available information on quantiles. This was not observed in Brazilian previous studies that analyzed only the general trend of the determinant's parameters. According to the results, we conclude that there exists a significant statistical influence of the quantile on the estimated coefficients, i.e., the effects of the determinants change depending on the quantile. This can be theoretically justified by bankruptcy and agency costs relative to the leverage of firms, hence, relative to each quantile. Therefore, the predicted effects of main theories of capital structure, pecking order and trade-off, apply, depending on the determinant, type of debt and quantile analyzed. Nevertheless the results of the variables size and profitability show that the pecking order becomes stronger as the quantile increases.