Logomarca BCB

BCB - Resumos/Abstracts

 

Working Paper 204

Fiscal and Monetary Policy Interaction: a simulation based analysis of a two-country New Keynesian DSGE model with heterogeneous households


Marcos Valli e Fabia A. de Carvalho


Resumo

Este artigo apresenta um modelo de economia aberta e agentes heterogêneos onde a política fiscal persegue metas para o resultado primário de forma a estabilizar a razão dívida-PIB. No setor produtivo da economia, as firmas utilizam capital público e privado para produzir seus bens. O modelo é uma extensão do modelo NAWM do Banco Central Europeu, apresentado em Coenen et.al. (2008) e Christoffel et. al.(2008). Aqui ampliamos o escopo para implementação da política fiscal e permitimos que haja heterogeneidade no que concerne às habilidades dos trabalhadores. Assumimos também que a economia doméstica segue uma regra de Taylor consistente com um regime de metas para a inflação. Adicionalmente, corrigimos a especificação do NAWM no que diz respeito aos índices de preços de bens finais, à representação recursiva da regra de fixação dos salários, e ao índice de distorção de salários. Calibramos o modelo para o Brasil de forma a analisar algumas implicações da interação entre as políticas fiscal e monetária, e exploramos algumas das implicações da adoção deste tipo de política fiscal para essa classe de modelos DSGE.

Abstract

This paper models a fiscal policy that pursues primary balance targets to stabilize the debt-to-GDP ratio in an open and heterogeneous economy where firms combine public and private capital to produce their goods. The model extends the European NAWM presented in Coenen et. al. (2008) and Christoffel et. al. (2008) by broadening the scope for fiscal policy implementation and allowing for heterogeneity in labor skills. The domestic economy is also assumed to follow a forward looking Taylor-rule consistent with an inflation targeting regime. We correct the NAWM specification of the final-goods price indices, the recursive representation of the wage setting rule, and the wage distortion index. We calibrate the model for Brazil to analyze some implications of monetary and fiscal policy interaction and explore some of the implications of fiscal policy in this class of DSGE models.