Segunda Família do Real

Segunda Família do Real

Notas da Segunda Família do Real

Por que uma Segunda Família?

Como a economia de um país, sua moeda também evolui. Consolidado como uma moeda forte e usado como reserva de valor até mesmo fora do país, o Real tem que oferecer um alto nível de segurança contra as falsificações.

Por isso, é importante promover a renovação das notas do Real, para deixá-las mais modernas e protegidas. As notas da Segunda Família do Real contam com novos elementos gráficos e de segurança, capazes de impor obstáculos mais sólidos às tentativas de falsificação, além de promover a acessibilidade aos portadores de deficiência visual, oferecendo mais recursos para o reconhecimento das notas por essa parcela da população.

Apesar de não ter havido incidências graves em termos de segurança, o Banco Central decidiu agir preventivamente, de forma a continuar garantindo a segurança do Real nos próximos anos. A atualização do design do Real se iniciou em 2010, com o lançamento das notas de 100 e 50 reais. Em 2012 foi a vez das cédulas de 20 e 10 reais e, em 2013, a Segunda Família fica completa, com o lançamento das novas notas de 5 e 2 reais.

Sobre as notas

A Segunda Família herdou da Primeira os itens que caracterizam o padrão monetário Real: a efígie da República e, para cada valor, os respectivos animais e cores predominantes. A isso se somou a adoção de tamanhos diferentes para as cédulas, trazendo maior acessibilidade às pessoas com deficiência visual. Estava então formada a base para a elaboração de um novo projeto, com vistas a melhor explorar os elementos de segurança existentes e a comportar a inserção de outros mais modernos.

Ao receber uma nota da Segunda Família, é muito importante verificar se ela é verdadeira. Isso é muito simples, basta conhecer bem os seus itens de segurança.

As novas cédulas

Depois do lançamento das cédulas de 50 e 100 reais, em 2010, e de 10 e 20 reais, em 2012, chegou a vez da reformulação das notas de 2 e 5 reais.

Da mesma forma que as demais, as novas notas de 2 e 5 reais entrarão em circulação através dos bancos comerciais e dos caixas automáticos. As notas da Primeira Família serão recolhidas pelo Banco Central à medida que sofrerem desgaste, sendo gradativamente substituídas pelas da Segunda Família. Assim, as duas Famílias conviverão, não sendo necessária a troca das cédulas anteriores.

Notas da Segunda Família do Real
Notas da Segunda Família do Real