Logomarca BCB

 Juros e Spread Bancário

 

NOTA PARA A IMPRENSA – 22.02.2000

I – Evolução da taxa de juros ativa e do spread bancário – jan/2000

 

Desde outubro do ano passado, conforme se pode ver no gráfico 1 abaixo, as taxas de juros ativas vêm apresentando nítida tendência de queda, principalmente nas operações com pessoas físicas. Considerando que o nível das taxas de juros de captação tem permanecido relativamente constante desde outubro, esta redução dos juros ao tomador é particularmente significativa. Este comportamento reflete o conjunto de medidas anunciadas pelo Governo em 14.10.1999 para reduzir os juros ativos, a partir do estudo "Juros e Spread Bancário no Brasil" preparado pelo Banco Central.

Gráfico da Evolução das Taxas de Juros de 1999 a 2000

Esta tendência também pode ser vista no gráfico 2, que mostra a evolução desde o início do ano passado do chamado "spread bancário", isto é, do diferencial cobrado pelas instituições financeiras dos tomadores em relação a suas taxas de captação. Esse spread médio das operações com pessoas físicas, que estava em patamares superiores a 85% até outubro de 1999, já caiu 20 pontos percentuais, atingindo média de 65,2% em janeiro último. Acompanhando essa queda, o spread médio das operações das instituições financeiras atingiu 42,1% em janeiro, tendo caído mais de 10 pontos percentuais desde o conjunto de medidas de outubro do ano passado.

 

Gráfico da Evolução do Spread de 1999 a 2000

 

Esta tendência pode ser vista também nas tabelas a seguir que resumem as principais informações sobre as taxas de juros e spread bancário, em termos de taxas mensais (tabela 1) e taxas anuais (tabela 2), ambas já ajustadas em função do diferente número de dias úteis de cada mês, ou seja, padronizadas para considerar sempre um mês composto por 21 dias úteis e, por conseguinte, um ano com 252 dias úteis. Desde a nota de imprensa do mês passado (janeiro-2000) passamos a publicar os quadros 2 e 4 no Anexo, contendo dados padronizados em termos de taxas anuais para o mesmo conjunto de dados dos quadros 1 e 3. No sentido de aperfeiçoar as informações divulgadas, a partir deste mês estamos estendendo também a mesma padronização para todos os dados relativos a juros e spread bancário.



Tabela 1
Evolução das taxas de juros e do spread bancário (% ao mês padronizada)
Discriminação Out/1999 Nov/1999 Dez/1999 Jan/2000
Fonte: DEPEP/SP
         
Taxa de Juros – Geral 4,55 4,38 4,12 4,00
- Pessoa Física – Geral 6,08 5,84 5,47 5,18
- Pessoa Física - Cheque Especial 8,37 8,08 7,52 7,76
- Pessoa Jurídica 3,71 3,58 3,39 3,32
         
Taxa de Captação – CDB 1,38 1,39 1,40 1,39
         
Spread – Geral 3,17 2,99 2,72 2,61
- Pessoa Física – Geral 4,69 4,45 4,07 3,79
- Pessoa Física - Cheque Especial 6,99 6,69 6,12 6,37
- Pessoa Jurídica 2,33 2,19 1,99 1,93


 

Em janeiro de 2000, as taxas de juros médias das aplicações das instituições financeiras atingiram 60,1% a.a., com queda de mais de 10 pontos percentuais do spread bancário médio em relação a outubro do ano passado . A queda dos spreads médios das operações com pessoas jurídicas foi mais modesta no período (7 pontos percentuais), com a taxa de juros média atingindo 47,9% a.a.. A queda do spread bancário foi mais significativa no caso das operações com pessoas físicas, atingindo quase 20 pontos percentuais no período, conforme já destacado.



Tabela 2
Evolução das taxas de juros e do spread bancário (% ao ano - padronizada)
Discriminação Out/1999 Nov/1999 Dez/1999 Jan/2000
Fonte: DEPEP/SP
         
Taxa de Juros – Geral 70,6 67,2 62,3 60,1
- Pessoa Física – Geral 103,0 97,7 89,4 83,2
- Pessoa Física - Cheque Especial 162,3 153,9 138,8 145,1
- Pessoa Jurídica 54,8 52,5 49,2 47,9
         
Taxa de Captação – CDB 17,9 18,1 18,1 18,0
         
Spread – Geral 52,7 49,2 44,1 42,1
- Pessoa Física – Geral 85,0 79,6 71,3 65,2
- Pessoa Física - Cheque Especial 144,4 135,8 120,7 127,1
- Pessoa Jurídica 36,9 34,4 31,0 29,9


 

Apesar desta substantiva tendência à queda nas taxas de juros ativas observada desde outubro do ano passado, em janeiro deste ano voltamos a observar elevação dos juros cobrados nas operações de cheque especial, que atingiram média de 145,1% a.a. (7,76% a.m.), contra 138,8% a.a. (7,52 %a.m.) em dezembro último. A explicação para esse comportamento dissonante é a característica de monopólio dos bancos nessas operações, o que dificulta ainda mais a situação dos devedores contumazes dessa modalidade de crédito. Como contraponto positivo à diminuição não esperada desses juros, observa-se uma maior utilização do crédito pessoal, cujo saldo cresceu 18,4% desde outubro do ano passado, inclusive como solução dos débitos do cheque especial, cujo saldo caiu 7,9% no mesmo período (vide tabela 3).

 

Deve-se enfatizar, para entender essa elevação dos juros do cheque especial, que os dados fornecidos pelas instituições financeiras e divulgados pelo Banco Central se referem às taxas médias efetivamente praticadas, o que significa que as taxas contratadas nas linhas de cheque especial abertas aos clientes podem estar caindo, apesar dos juros médios sobre os montantes utilizados mostrarem elevação.

 

Os bons resultados relativamente à queda dos juros ao nível do tomador desde outubro do ano passado, a despeito da não redução das taxas básicas de juros na economia, podem ser creditados às medidas que o Banco Central vem adotando e à maior concorrência induzida com a divulgação de informações ao público. Desde o início de novembro, o Banco Central vem divulgando, em sua home-page (www.bcb.gov.br - Sistema Financeiro Nacional/ Taxas de Operações de Crédito) informações individualizadas sobre as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras. Com relação às taxas do cheque especial, o Banco Central disponibiliza também as taxas mínimas e máximas praticadas pelos bancos, com intervalo de divulgação de dois dias úteis.

 

 

 

II – Evolução das operações de crédito – segmento livre

 

Gráfico da Evolução do Saldo de Operações de Crédito de 1994 a 1999

O saldo das operações de crédito do segmento livre do sistema financeiro atingiu R$ 56,0 bilhões na média de janeiro deste ano, com um aumento de 17,7% em relação ao saldo de igual mês de 1999. Este expressivo aumento destes empréstimos do sistema financeiro, conforme pode ser visualizado no Gráfico 3, observado a partir do terceiro trimestre do ano pode ser creditado à recuperação da atividade econômica e às medidas adotadas pelo Banco Central em setembro e outubro de 1999, como a redução de compulsórios e as destinadas a reduzir os juros ao tomador, principalmente para pessoas físicas.

 

Com efeito, observa-se uma maior recuperação das operações de crédito destinadas a pessoas físicas, que atingiram saldo médio de R$ 20,6 bilhões em janeiro de 2000, com aumento de 24,5 % nos últimos doze meses. Nesse segmento de operações, observa-se um expressivo crescimento (54,0% nos últimos doze meses) do crédito pessoal, que atingiu R$ 9,7 bilhões, contrastando com o baixo crescimento (2,9 % nos últimos doze meses) das operações de cheque especial (R$ 5,3 bilhões). Estes números confirmam a tese de que muitos clientes com dificuldades no cheque especial estão utilizando linhas de crédito pessoal, cujos juros são mais baixos. No segmento de pessoas jurídicas, que atingiu saldo médio de R$ 35,4 bilhões em janeiro (+14,0% nos últimos doze meses), as modalidades com maior crescimento são aquelas mais diretamente associadas à recuperação das vendas no mercado interno, como desconto de duplicatas (+28,7%) e operações de vendor (+23,1%).



Tabela 3
Volume de Operações de Crédito – Segmento Livre
Saldo Médio Mensal (em R$ milhões)
Discriminação Dez/1998 Jan/1999 Out/1999 Dez/1999 Jan/2000
Saldo Total 48.135 47.582 52.315 55.777 55.988
Pessoa Jurídica 31.665 31.058 33.705 36.219 35.421
- Capital de Giro 13.544 13.495 14.174 14.907 14.417
- Conta Garantida 9.641 9.722 10.821 11.212 10.988
- Vendor 3.696 3.533 3.555 4.249 4.349
- Desc. Duplicatas 2.853 2.496 2.977 3.402 3.214
- Outras 1.931 1.812 2.178 2.449 2.453
Pessoa Física 16.470 16.524 18.610 19.558 20.567
- Cheque Especial 5.028 5.178 5.788 5.171 5.329
- Crédito Pessoal 6.386 6.327 8.231 9.205 9.742
- Aquisição de Bens 5.056 5.019 4.591 5.182 5.496


 

 

III – Acompanhamento das medidas propostas pelo Banco Central para reduzir juros e spread bancário

 

Desde outubro do ano passado, com o anúncio pelo Presidente da República da prioridade governamental em reduzir o spread bancário e os juros ao tomador final, o Banco Central e o Governo vêm trabalhando na implementação das diversas medidas propostas no estudo "Juros e Spread Bancário no Brasil". O acompanhamento desse trabalho está detalhado na tabela 4 a seguir, com a descrição das medidas efetivamente adotadas e do estado em que se encontram os estudos e projetos visando à adoção das demais medidas. A seguir, apresentam-se os destaques mais recentes.

 

Através da Carta-Circular 2.896, de 04.02.2000, o Departamento de Cadastro e Informações (DECAD) trouxe esclarecimentos adicionais sobre a remessa das informações relativas a Circular 2.957, de 30.12.1999. A partir das posições relativas a 31.03.2000, as instituições financeiras deverão prestar um conjunto maior de informações sobre suas operações de crédito, detalhando taxas médias ponderadas, taxas mínimas e máximas, níveis de atraso e prazo médio das operações. Tais informações deverão ser prestadas até o quinto dia útil (D+5) das respectivas posições.

 

Em função da nova classificação das operações de crédito (Resolução 2.682), que entra em vigor em março, está sendo preparada uma legislação complementar para adaptar provisoriamente a Central de Risco, explicitando a forma como as instituições financeiras devem prestar estas novas informações ao Banco Central. Já existe no BC um GT específico trabalhando para aumentar a abrangência e o número de informações da Central de Risco, com o concurso de especialistas do mercado e uma empresa de consultoria internacional, cujas principais propostas e recomendações devem ocorrer até março de 2000.

 

Foi aprovada agora em janeiro uma maior flexibilização das regras de securitização de recebíveis de instituições financeiras. A Resolução 2.686, de 26.01.2000, estabeleceu as novas condições para a cessão de créditos a sociedades anônimas de objeto exclusivo e a cias. securitizadoras de créditos imobiliários. As regras anteriores (Resolução 2.493, de 07.05.1998) não permitiam a coobrigação da instituição financeira com relação aos créditos cedidos, o que vinha inviabilizando o desenvolvimento desse mercado. Pelas novas regras, essa cessão passou a ser possível, através da regulamentação da exigência de capital e patrimônio líquido referente a retenção do risco de crédito correspondente.

 

Em linha com o projeto de aperfeiçoamento do sistema de pagamentos brasileiro, aumentando a segurança do sistema e protegendo o Banco Central e sua política monetária, a Resolução 2.685 e a Circular 2.962, de 26.01.2000, instituíram um novo mecanismo de redesconto aos bancos. A partir de 14.02.2000, quando entrou em vigor a nova sistemática, os bancos passaram a ter que transferir efetivamente os títulos que lastreiam o apoio financeiro do Banco Central, seja na forma da entrega em redesconto dos títulos e direitos creditórios integrantes de seu ativo, seja através da cessão com acordo de recompra, no caso de títulos públicos. As taxas cobradas no redesconto passarão a ser fixadas mensalmente pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central (Circular 2.966, de 04.02.2000).



Tabela 4
ACOMPANHAMENTO DAS MEDIDAS ADOTADAS:
Medidas Propostas Medidas Adotadas/Observações Ações Recentes

Competência do BC:

   
a) Redução de exigências burocráticas – revisar um sem número de exigências que podem ser consideradas excessivas em relação a operações de pequeno valor O BC deverá formar um GT específico para estudar a questão, que deverá contar com a colaboração da Febraban para melhor identificar as exigências que podem ser suprimidas ou simplificadas. Sem modificação
b) Ampliação da base de cobertura da Central de Risco – reduzir o limite de valor informado Reduzido de R$ 50 mil para R$ 20 mil o valor mínimo das responsabilidades que devem ser informadas pelas instituições financeiras à Central de Risco (Circular 2.938, de 14.10.99). Sem modificação
c) Aumento de informações da Central de Risco – melhorar a qualidade das informações, inclusive pela inclusão de informações positivas Já existe no BC um GT específico trabalhando para aumentar a abrangência e o número de informações da Central de Risco, com o concurso de especialistas do mercado e uma empresa de consultoria internacional, cujas principais propostas e recomendações devem ocorrer até março de 2000. Em função da nova classificação das operações de crédito (Resolução 2.682), que entra em vigor em março, está sendo preparada uma legislação complementar para adaptar provisoriamente a Central de Risco, explicitando a forma como as instituições financeiras devem prestar estas novas informações ao Banco Central.
d) aperfeiçoamento do sistema de pagamentos A Diretoria do BC, em reunião de 30.06.99, aprovou projeto de reestruturação do Sistema de Pagamentos Brasileiros, cuja implementação espera estar concluída até novembro do ano 2.000.
Os principais pontos do projeto estão disponíveis na home-page do Banco Central (internet).
Em linha com o projeto, foi instituído o mecanismo de redesconto do BC, com transferência efetiva dos títulos ou ativos que lastreiam a operação, em substituição à antiga assistência financeira de liquidez (Resolução 2.685 e Circular 2.962, de 26.01.2000)
e) aperfeiçoamento do COSIF – aumentar a transparência dos balanços, inclusive pela inclusão de informações mais detalhadas por produtos, prazos e segmentos Existe projeto específico para tratar do assunto, objetivando maior transparência das principais operações e a situação de cada instituição, inclusive com maiores informações a nível trimestral. Sem modificação
f) redução dos compulsórios – avançar no processo de redução dos compulsórios sobre depósitos (sempre de forma compatível com o regime de metas para a inflação) Processo de redução gradual dos recolhimentos compulsórios sobre depósitos já está em andamento.
Os recolhimentos compulsórios sobre depósitos a vista foram reduzidos de 75% para 65% (Circular 2.927, de 08.09.99). Os recolhimentos compulsórios sobre depósitos a prazo foram reduzidos de 20% para 10% (Circular 2.925, de 02.09.99), e depois para zero (Circulares 2.939 e 2.940, de 14.10.99).
Sem modificação
g) flexibilização dos direcionamentos de crédito – propor medidas específicas que diminuam, em geral, os direcionamentos das operações de crédito Existem dois GT interministeriais já trabalhando sobre crédito habitacional (BC, Ministério da Fazenda e Secretaria Desenvolvimento Urbano) e crédito rural (BC, Ministério da Fazenda e Ministério da Agricultura). Sem modificação
h) transparência das operações bancárias – levantar informações mais detalhadas de prazos e custos das principais operações de crédito e divulgá-las, via internet, à população As informações básicas sobre os juros cobrados pelas instituições financeiras já estão disponíveis (em D+10) na home-page do BC (internet).

A partir de 31.03.2000, as instituições financeiras deverão prestar informações mais detalhadas de suas operações de crédito, inclusive taxas mínimas e máximas, níveis de atraso e prazo médio das operações. Tais informações deverão ser prestadas até o quinto dia útil (D+5) das respectivas posições (Circular 2.957, de 30.12.99)

Esclarecimentos adicionais sobre a remessa das informações relativas a Circular 2.957 foram distribuídas pelo Departamento de Cadastro e Informações (DECAD) às instituições financeiras (Carta-Circular 2.896, de 04.02.2000)
i) maior concorrência no cheque especial – promover a divulgação pública diária das taxas médias de cheque especial efetivamente praticadas por todos os bancos

 

 

Estabelecida a obrigatoriedade dos bancos informarem as taxas efetivas, máxima e mínima praticadas (Circular 2.963, de 14.10.99).

Reduzida para dois dias úteis (D+2) o prazo para a remessa ao BC das informações diárias relativas as taxas médias (Circular 2.937, de 14.10.99), máxima e mínima praticadas (Circular 2.882, de 24.11.99).

Sem alteração.
j) Securitização e negociação de recebíveis – simplificar as regras impostas a esse mercado   Editada a Resolução 2.686, de 26.01.2000, estabelecendo as novas condições para a cessão de créditos por parte das instituições financeiras

Não prevista no estudo de out/99

Modificação nos critérios para a classificação das operações de crédito e nas regras para constituição de provisões para créditos de liquidação duvidosa. A partir de março de 2000, as instituições financeiras devem classificar suas operações de crédito em nove distintas classes de risco (níveis AA, A, B, C, D, E, F, G e H), segundo critérios mínimos em função do atraso no recebimento das operações. Como forma de fazer face a perdas prováveis no recebimento de suas operações, as instituições financeiras devem constituir provisões mínimas a partir da segunda classe de risco. (Resolução 2.682, de 21.12.99)  

Proposição de medidas legais:

   
a) Redução do IOF – reduzir o impacto do IOF nas operações de crédito, principalmente para os empréstimos para pessoas físicas Redução do IOF nas operações com pessoas físicas, de 6% para 1,5%, com vigência a partir de 18.10.99. Sem modificação
b) Tratamento da dedução do IR/CSLL sobre provisionamento de créditos – estudar a viabilidade de maior uniformização desses procedimentos Ainda pendente de uma negociação com Secretaria da Receita Federal. Sem modificação
c) Aperfeiçoamento do sistema de pagamentos – consolidar legalmente as modificações que o BC vem realizando no sistema Regulamentação da atuação das câmaras de compensação e liquidação, no âmbito do sistema de pagamentos (M.P. 2.008, de 15.12.99).  
d) Criação da Cédula de Crédito Bancário – disseminar a utilização de um título de crédito mais simples e eficaz no trâmite judicial Medida Provisória 1.925, publicada no DOU de 15.10.99. A Medida Provisória 1.925/99, que criou a CCB, já está em exame pelo Congresso Nacional
e) Separação da discussão judicial de juros e principal – tornar obrigatório o depósito judicial da parte incontroversa relativa ao principal não amortizado O BC já preparou minuta de texto legal, que está sendo avaliada pelo seu Departamento Jurídico, esperando anunciá-la ao longo deste ano. Sem modificação
f) Esclarecimento sobre anatocismo (juros sobre juros) no SFN – esclarecer que esse dispositivo da lei da usura não se aplica ao SFN O BC já preparou minuta de texto legal, que está sendo avaliada pelo seu Departamento Jurídico, esperando anunciá-la ao longo deste ano. Sem modificação
g) Priorização de créditos garantidos – modificar a lei de falências visando maior proteção dos credores no recebimento de empréstimos junto a empresas insolventes O BC está estudando o assunto, esperando anunciar suas propostas ao longo deste ano. Sem modificação
h) Contrato eletrônico de crédito – propor lei para melhor proteger as partes contratantes em operações transitadas através da internet e de outros meios eletrônicos

 

Existe um projeto sobre contratos eletrônicos em tramitação no Congresso Nacional, a partir de sugestão da OAB-SP.
O BC deve estudar o projeto para sugerir eventuais aperfeiçoamentos relativos a segurança das operações de interesse do SFN.
Sem modificação
i) Aumento de informações dos cadastros de inadimplentes – ampliar o acesso de dados disponíveis junto às diversas centrais de proteção ao crédito

 

Os principais cadastros de inadimplentes do País (SERASA e Associações Comerciais) não fazem parte do SFN e estão fora do âmbito formal de atuação do BC.

O BC vem estudando como melhor atuar nesse caso, pois qualquer ação do Governo dependerá de ações voluntárias, ou mediante ações legais que ainda estão sendo avaliadas e analisadas.

Sem modificação
j) Proteção às centrais de riscos – esclarecer que a negativação de pessoas físicas e jurídicas em cadastros de proteção ao crédito não constitui invasão de privacidade nem constrangimento ilegal de consumidores O BC está estudando a apresentação de um projeto de lei complementar sobre o assunto. Sem modificação



ANEXOS
Quadro 1 - Taxa de Juros das Operações Ativas (% a.m. padronizado)
Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Cheque Especial PF Cred. Pessoal PF Aq.Bens -PF
Fonte: PEFI 300, taxas dia acumuladas para o mês de referência

 

Jan/1997 4,20 4,81 4,11 2,83 4,05 4,86 5,47 7,65 6,43 4,94
Fev/1997 4,21 5,26 4,23 2,80 4,33 4,85 5,47 8,51 6,35 4,87
Mar/1997 4,18 4,98 3,96 2,67 4,48 4,89 5,51 8,22 6,26 4,69
Abr/1997 4,09 4,78 3,81 2,58 4,27 4,69 5,28 7,80 5,91 4,47
Mai/1997 3,93 4,74 3,65 2,45 4,17 4,52 5,05 8,30 6,17 4,69
Jun/1997 3,73 4,60 3,34 2,39 4,02 4,26 4,84 8,06 6,12 4,62
Jul/1997 3,70 4,37 3,26 2,31 3,92 4,25 4,72 7,79 6,08 4,44
Ago/1997 3,70 4,46 3,21 2,25 4,00 4,20 4,80 8,10 6,12 4,43
Set/1997 3,60 4,34 3,19 2,30 3,93 4,15 4,56 7,93 6,01 4,46
Out/1997 3,72 4,32 3,23 2,34 4,07 4,20 4,60 7,77 6,05 4,44
Nov/1997 5,08 5,47 4,17 3,68 5,48 5,71 6,06 9,30 7,39 5,55
Dez/1997 4,97 5,42 4,21 3,53 5,43 5,81 6,06 9,02 7,40 5,53
Jan/1998 4,86 5,46 4,23 3,45 5,23 5,51 5,65 9,11 7,38 5,55
Fev/1998 4,82 5,70 4,29 3,33 5,22 5,53 5,73 9,84 7,34 5,50
Mar/1998 4,40 5,13 3,98 2,89 4,66 5,08 5,35 8,77 6,92 5,24
Abr/1998 4,25 5,33 3,60 2,68 4,77 4,94 5,34 9,36 6,81 5,12
Mai/1998 3,98 4,87 3,47 2,62 4,22 4,49 4,82 8,92 6,62 4,86
Jun/1998 3,87 4,68 3,40 2,49 4,11 4,32 4,73 8,74 6,63 4,93
Jul/1998 3,73 4,45 3,49 2,36 3,98 4,22 4,55 8,07 6,34 4,63
Ago/1998 3,70 4,42 3,38 2,37 3,95 4,20 4,47 8,14 6,11 4,41
Set/1998 4,52 4,94 3,82 3,14 4,94 5,26 5,42 8,56 6,70 5,05
Out/1998 4,73 5,30 4,06 3,31 5,31 5,56 5,74 8,97 6,95 5,24
Nov/1998 4,45 5,24 3,86 3,09 4,97 5,18 5,43 9,10 6,80 4,96
Dez/1998 4,39 4,97 3,63 3,00 4,89 5,22 5,53 8,81 6,79 4,84
Jan/1999 4,85 5,14 3,94 3,57 5,21 5,76 5,92 8,96 6,79 5,12
Fev/1999 5,20 5,65 4,72 4,27 5,42 6,20 6,18 9,72 7,08 5,63
Mar/1999 5,13 5,37 4,51 3,89 5,93 6,16 6,20 8,74 7,03 5,41
Abr/1999 4,70 5,59 4,08 3,37 5,64 5,63 5,90 9,39 6,77 4,98
Mai/1999 4,29 4,93 3,60 2,90 5,18 5,11 5,56 8,74 6,37 4,52
Jun/1999 3,88 4,66 3,36 2,57 4,65 4,48 4,89 8,56 6,02 4,28
Jul/1999 3,74 4,26 3,18 2,39 4,10 4,20 4,56 8,38 6,04 4,10
Ago/1999 3,68 4,21 3,14 2,31 3,93 4,19 4,49 8,18 5,97 4,05
Set/1999 3,68 4,20 3,11 2,27 3,85 4,12 4,30 8,34 5,86 4,06
Out/1999 3,62 4,24 3,08 2,22 3,91 4,04 4,35 8,37 5,68 3,91
Nov/1999 3,38 4,23 3,05 2,13 3,77 3,86 4,17 8,08 5,51 3,73
Dez/1999 3,30 3,93 2,88 2,09 3,57 3,65 3,89 7,52 5,33 3,65
Jan/2000 3,27 3,76 2,85 2,09 3,42 3,71 3,90 7,76 4,79 3,35

 

Quadro 2 - Taxa de Juros das Operações Ativas (% a.a. padronizado)

Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Cheque Especial PF Cred. Pessoal PF Aq.Bens -PF
Fonte: PEFI 300, taxas dia acumuladas para o mês de referência
Jan/1997 63,83 75,67 62,16 39,77 61,12 76,69 89,49 142,11 111,31 78,35
Fev/1997 64,05 85,09 64,38 39,34 66,31 76,52 89,45 166,33 109,38 76,88
Mar/1997 63,39 79,19 59,42 37,20 69,16 77,31 90,30 158,16 107,14 73,32
Abr/1997 61,85 75,04 56,57 35,73 65,15 73,40 85,45 146,29 99,13 68,95
Mai/1997 58,88 74,40 53,69 33,74 63,25 69,92 80,61 160,41 105,04 73,35
Jun/1997 55,25 71,64 48,36 32,75 60,46 65,02 76,30 153,64 103,90 71,91
Jul/1997 54,66 67,06 46,99 31,58 58,69 64,74 73,89 146,07 103,11 68,52
Ago/1997 54,66 68,73 46,18 30,62 60,17 63,83 75,47 154,62 104,05 68,27
Set/1997 52,95 66,51 45,71 31,40 58,84 62,84 70,70 149,85 101,39 68,72
Out/1997 55,02 66,06 46,46 31,99 61,33 63,89 71,64 145,34 102,37 68,42
Nov/1997 81,21 89,54 63,35 54,23 89,72 94,80 102,54 190,64 135,21 91,13
Dez/1997 79,06 88,34 63,99 51,64 88,71 96,98 102,54 181,76 135,46 90,81
Jan/1998 76,80 89,34 64,44 50,19 84,34 90,30 93,40 184,66 134,95 91,10
Fev/1998 75,85 94,57 65,45 48,21 84,12 90,75 95,24 208,25 133,83 90,12
Mar/1998 67,62 82,27 59,79 40,69 72,68 81,31 86,87 174,34 123,18 84,68
Abr/1998 64,74 86,48 52,88 37,34 74,90 78,45 86,69 192,55 120,49 82,04
Mai/1998 59,83 76,89 50,63 36,36 64,24 69,36 75,89 178,79 115,90 76,73
Jun/1998 57,71 73,03 49,43 34,38 62,07 66,19 74,10 173,35 116,17 78,15
Jul/1998 55,11 68,63 50,89 32,25 59,72 64,29 70,65 153,71 109,11 72,14
Ago/1998 54,59 67,99 48,95 32,48 59,10 63,91 69,01 155,71 103,77 67,93
Set/1998 69,90 78,34 56,87 44,85 78,44 85,09 88,40 168,00 117,71 80,66
Out/1998 74,03 85,76 61,22 47,80 86,14 91,46 95,42 180,27 123,84 84,65
Nov/1998 68,53 84,57 57,49 44,04 79,01 83,22 88,56 184,27 120,13 78,78
Dez/1998 67,53 78,98 53,39 42,59 77,26 84,17 90,68 175,43 119,98 76,29
Jan/1999 76,44 82,41 59,08 52,38 83,97 95,80 99,51 180,14 119,91 82,03
Fev/1999 83,75 93,38 73,91 65,16 88,38 105,73 105,36 204,34 127,26 92,97
Mar/1999 82,21 87,42 69,82 58,07 99,61 104,89 105,73 173,46 126,02 88,26
Abr/1999 73,50 92,00 61,61 48,76 93,17 93,04 98,86 193,65 119,41 79,12
Mai/1999 65,49 78,17 52,92 41,00 83,24 81,90 91,44 173,27 109,71 69,89
Jun/1999 57,99 72,74 48,70 35,66 72,47 69,13 77,33 167,81 101,76 65,45
Jul/1999 55,33 64,98 45,55 32,74 62,01 63,88 70,79 162,60 102,02 61,99
Ago/1999 54,32 64,09 44,99 31,51 58,80 63,64 69,48 156,98 100,52 61,04
Set/1999 54,24 63,86 44,47 30,84 57,40 62,36 65,79 161,61 97,94 61,25
Out/1999 53,26 64,61 43,93 30,21 58,49 60,87 66,74 162,25 94,03 58,40
Nov/1999 49,01 64,39 43,42 28,82 55,84 57,53 63,19 153,93 90,31 55,10
Dez/1999 47,64 58,76 40,67 28,24 52,42 53,81 58,15 138,82 86,56 53,77
Jan/2000 47,18 55,70 40,07 28,15 49,64 54,89 58,23 145,11 75,39 48,53

 



Quadro 3 - Taxa de Aplicação, Captação e Spread (% a.m. padronizado)

Mês Tx. Aplicação Tx. Aplicação – Pessoa Jurídica Tx. Aplicação – Pessoa Física Tx. Captação CDB Spread Spread Pessoa Jurídica Spread Pessoa Física
Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, taxas médias ponderadas pelo saldo de operações
Jan/1997 4,88 4,22 6,04 1,72 3,16 2,50 4,32
Fev/1997 5,08 4,37 6,19 1,77 3,31 2,60 4,42
Mar/1997 4,94 4,26 5,99 1,62 3,32 2,64 4,38
Abr/1997 4,75 4,13 5,69 1,60 3,15 2,53 4,09
Mai/1997 4,81 4,00 6,02 1,62 3,19 2,38 4,39
Jun/1997 4,67 3,84 5,93 1,54 3,13 2,30 4,39
Jul/1997 4,55 3,75 5,79 1,53 3,02 2,22 4,26
Ago/1997 4,61 3,77 5,90 1,54 3,07 2,23 4,36
Set/1997 4,55 3,70 5,86 1,53 3,02 2,17 4,34
Out/1997 4,56 3,75 5,84 1,63 2,93 2,12 4,21
Nov/1997 5,88 5,06 7,18 2,65 3,22 2,41 4,53
Dez/1997 5,79 5,00 7,10 2,51 3,28 2,50 4,59
Jan/1998 5,77 4,92 7,18 2,49 3,28 2,42 4,68
Fev/1998 5,90 4,97 7,41 2,22 3,68 2,75 5,19
Mar/1998 5,44 4,51 6,92 1,84 3,59 2,66 5,08
Abr/1998 5,44 4,45 7,05 1,69 3,75 2,76 5,36
Mai/1998 5,13 4,13 6,78 1,68 3,45 2,45 5,11
Jun/1998 5,01 3,98 6,75 1,60 3,40 2,38 5,14
Jul/1998 4,76 3,83 6,35 1,49 3,26 2,34 4,85
Ago/1998 4,68 3,80 6,22 1,48 3,20 2,32 4,74
Set/1998 5,34 4,54 6,78 2,05 3,29 2,49 4,73
Out/1998 5,61 4,82 7,08 2,38 3,23 2,43 4,70
Nov/1998 5,45 4,60 7,01 2,09 3,36 2,52 4,92
Dez/1998 5,28 4,48 6,81 1,96 3,31 2,52 4,85
Jan/1999 5,59 4,86 6,96 2,20 3,39 2,66 4,76
Fev/1999 6,08 5,32 7,48 2,50 3,58 2,81 4,98
Mar/1999 5,86 5,16 7,14 2,40 3,46 2,76 4,74
Abr/1999 5,70 4,92 7,16 1,98 3,72 2,94 5,18
Mai/1999 5,21 4,43 6,66 1,66 3,55 2,77 5,00
Jun/1999 4,88 4,06 6,39 1,50 3,39 2,56 4,89
Jul/1999 4,67 3,78 6,28 1,49 3,18 2,29 4,80
Ago/1999 4,62 3,75 6,17 1,41 3,20 2,34 4,76
Set/1999 4,61 3,73 6,18 1,41 3,19 2,32 4,77
Out/1999 4,55 3,71 6,08 1,38 3,17 2,33 4,69
Nov/1999 4,38 3,58 5,84 1,39 2,99 2,19 4,45
Dez/1999 4,12 3,39 5,47 1,40 2,72 1,99 4,07
Jan/2000 4,00 3,32 5,18 1,39 2,61 1,93 3,79

 



Quadro 4 - Taxa de Aplicação, Captação e Spread (% a.a. padronizado)

Mês Tx. Aplicação Tx. Aplicação – Pessoa Jurídica Tx. Aplicação – Pessoa Física Tx. Captação CDB Spread Spread Pessoa Jurídica Spread Pessoa Física
Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, taxas médias ponderadas pelo saldo de operações
Jan/1997 77,04 64,26 102,08 22,71 54,33 41,55 79,37
Fev/1997 81,21 66,99 105,48 23,42 57,79 43,57 82,05
Mar/1997 78,34 65,04 101,09 21,25 57,09 43,79 79,83
Abr/1997 74,49 62,47 94,27 21,01 53,49 41,46 73,26
Mai/1997 75,65 60,18 101,58 21,28 54,37 38,89 80,29
Jun/1997 72,91 57,15 99,62 20,12 52,79 37,03 79,51
Jul/1997 70,65 55,52 96,58 20,03 50,62 35,48 76,54
Ago/1997 71,84 55,95 99,06 20,18 51,65 35,77 78,88
Set/1997 70,47 54,64 98,10 19,93 50,54 34,71 78,17
Out/1997 70,82 55,61 97,61 21,41 49,40 34,20 76,19
Nov/1997 98,46 80,89 129,83 36,94 61,52 43,95 92,89
Dez/1997 96,44 79,66 127,67 34,62 61,82 45,04 93,05
Jan/1998 96,07 77,92 129,77 34,39 61,68 43,53 95,38
Fev/1998 99,01 78,95 135,87 30,11 68,89 48,84 105,76
Mar/1998 88,78 69,74 123,25 24,50 64,28 45,24 98,75
Abr/1998 88,89 68,59 126,42 22,30 66,58 46,29 104,12
Mai/1998 82,26 62,45 119,75 22,06 60,20 40,39 97,69
Jun/1998 79,76 59,80 118,93 21,04 58,72 38,76 97,89
Jul/1998 74,67 56,97 109,22 19,48 55,19 37,50 89,74
Ago/1998 73,15 56,49 106,39 19,28 53,87 37,22 87,11
Set/1998 86,74 70,46 119,63 27,57 59,17 42,89 92,06
Out/1998 92,56 75,83 127,28 32,63 59,93 43,19 94,65
Nov/1998 89,12 71,63 125,43 28,15 60,96 43,48 97,28
Dez/1998 85,35 69,20 120,44 26,28 59,07 42,92 94,16
Jan/1999 92,01 76,65 124,26 29,84 62,18 46,82 94,42
Fev/1999 103,08 86,19 137,75 34,53 68,55 51,65 103,22
Mar/1999 98,00 82,92 128,81 32,89 65,12 50,03 95,93
Abr/1999 94,60 78,01 129,24 26,57 68,03 51,44 102,68
Mai/1999 83,87 68,16 116,67 21,80 62,07 46,36 94,88
Jun/1999 77,23 61,16 110,17 19,55 57,68 41,61 90,62
Jul/1999 72,91 56,07 107,77 19,36 53,55 36,71 88,41
Ago/1999 71,86 55,60 105,22 18,32 53,54 37,29 86,90
Set/1999 71,65 55,26 105,34 18,31 53,33 36,94 87,02
Out/1999 70,59 54,83 102,97 17,93 52,66 36,90 85,03
Nov/1999 67,25 52,50 97,71 18,07 49,18 34,44 79,64
Dez/1999 62,27 49,15 89,39 18,13 44,14 31,02 71,27
Jan/2000 60,12 47,94 83,24 18,01 42,10 29,93 65,22

 

 



Quadro 5 - Volumes Médios por Modalidade de Crédito (em R$ milhões)

  Prefixado Pós - fixado
Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Cheque Especial - PF Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF
Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, médias dos saldos diários (cont.)
Jan/1997 8290,1 6206,8 606,0 4142,8 1759,0 3043,7 574,6 4260,7 3386,7 6802,1 4281,2 475,3 285,4 87,8 1171,7 1081,9
Fev/1997 6953,4 6492,6 596,8 4060,7 1037,1 3126,2 531,7 4571,4 3699,5 7587,2 4183,8 457,3 282,2 83,6 1058,6 1034,8
Mar/1997 7848,0 6803,9 683,3 4190,3 955,9 3315,6 533,5 4721,8 4004,8 8101,9 4154,3 527,0 293,4 104,1 1056,1 975,9
Abr/1997 7882,0 6987,3 781,4 4255,2 895,1 3392,0 542,9 4982,1 4362,3 8628,5 4425,6 587,9 307,5 163,0 1044,4 935,8
Mai/1997 8113,4 7215,0 820,4 4395,4 864,1 3490,1 553,2 5140,4 4724,4 8625,7 4343,2 546,4 297,4 100,7 1026,6 893,4
Jun/1997 7896,6 7447,1 849,0 4431,9 907,6 3647,0 622,5 5260,0 4857,4 8560,9 4423,6 534,6 301,6 111,9 1008,7 842,7
Jul/1997 7969,8 7375,7 953,2 4374,3 973,5 3782,8 643,2 5301,9 5104,3 8400,2 4538,6 635,4 286,7 124,9 998,0 768,0
Ago/1997 8219,1 7520,8 1088,9 4167,2 905,6 3888,3 700,4 5464,4 5403,8 8381,7 4485,2 688,4 280,8 125,7 976,2 706,6
Set/1997 8606,2 7697,6 1164,6 4155,6 831,6 4055,9 706,8 5585,3 5643,4 8239,1 4543,3 678,6 259,7 130,5 952,2 652,7
Out/1997 8853,1 7761,8 1189,8 4229,5 822,9 4170,1 632,6 5559,5 5854,2 8088,2 4521,8 623,2 266,7 152,7 936,4 593,7
Nov/1997 8810,6 8190,5 1159,1 4255,2 799,4 3957,5 550,5 5811,0 5817,3 7830,6 4482,9 817,7 247,8 150,3 915,4 546,2
Dez/1997 8731,6 8321,3 1022,3 4233,8 744,9 3894,6 519,2 5445,5 5698,1 7441,0 4624,9 916,2 225,7 142,9 903,7 505,0
Jan/1998 8851,8 8215,7 953,5 3990,4 733,9 3476,0 483,9 5701,3 5593,5 7073,5 4530,7 956,9 232,4 138,5 903,8 456,8
Fev/1998 8259,7 8025,2 915,5 3749,4 715,1 3469,6 469,7 5890,9 5642,0 6735,0 4727,2 1039,7 240,7 128,0 937,9 441,0
Mar/1998 7947,3 8032,4 933,5 3617,2 681,6 3380,6 443,7 6122,2 5682,1 6341,5 4744,4 1029,0 206,3 117,9 957,3 410,8
Abr/1998 7826,4 8084,9 931,2 3706,9 697,1 3340,9 440,2 6131,3 5765,7 6127,7 4803,3 1055,6 243,1 116,6 974,0 382,9
Mai/1998 7830,5 8164,0 954,1 3810,9 696,4 3336,9 408,4 6062,0 5862,3 5822,6 4769,0 1115,8 228,4 96,5 987,1 354,9

 



Quadro 5 - Volumes Médios por Modalidade de Crédito (em R$ milhões)

  Prefixado Pós - fixado
Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Cheque Especial - PF Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF
Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, médias dos saldos diários
Jun/1998 7920,1 8196,6 976,1 3814,6 719,0 3291,9 395,1 5793,1 5832,5 5594,5 4724,9 1140,5 233,7 83,7 1002,5 338,4
Jul/1998 7951,3 8064,9 929,8 3708,4 645,3 3135,4 374,9 5605,2 5787,7 5297,6 4654,0 1066,7 232,6 97,1 1011,1 325,3
Ago/1998 8660,5 8182,7 894,6 3609,4 660,6 3083,8 352,9 5559,1 5871,3 5133,5 4669,2 1018,1 212,5 112,5 1021,8 318,7
Set/1998 8773,8 8650,7 889,5 3646,3 767,0 2904,5 320,7 5499,9 5880,4 5065,6 4612,5 1041,5 240,2 107,8 1025,1 317,1
Out/1998 9017,7 8700,4 793,2 3497,7 633,6 2853,8 297,5 5463,6 5587,6 4802,8 4546,6 1023,6 222,7 104,8 1024,3 313,0
Nov/1998 9014,2 8524,7 744,2 3447,2 650,4 2848,4 307,4 5602,5 5470,1 4719,3 4493,5 1053,8 223,5 81,5 1041,0 317,8
Dez/1998 9260,1 8549,6 710,3 3610,0 685,4 2853,1 307,5 5027,9 5330,5 4733,3 4283,7 1091,2 228,7 85,6 1055,3 322,5
Jan/1999 9349,9 8584,0 707,0 3420,4 639,7 2496,3 278,6 5177,8 5275,1 4695,7 4144,6 1137,7 187,8 112,2 1051,7 323,2
Fev/1999 9458,3 8451,5 685,5 3164,0 930,8 2369,1 259,2 5229,9 5545,5 4526,0 3996,9 928,0 186,5 126,3 1057,4 331,2
Mar/1999 9841,4 8290,1 659,3 2974,1 621,8 2254,3 251,0 5265,2 5534,4 4150,6 3953,1 974,5 208,1 114,0 1072,9 326,7
Abr/1999 10315,7 8464,7 663,1 2859,0 559,0 2268,1 253,6 5396,5 5652,2 3990,0 3860,6 999,5 227,7 91,6 1090,5 326,9
Mai/1999 10626,5 8425,6 662,9 2776,5 597,2 2411,9 268,8 5356,5 5781,0 3952,3 3761,9 853,3 231,6 69,8 1093,1 338,1
Jun/1999 10089,3 8292,4 675,9 2773,6 685,6 2476,8 327,8 5291,8 5954,9 3931,1 3647,1 788,2 224,4 49,3 1057,3 343,1
Jul/1999 10216,8 8410,5 687,6 2844,8 577,4 2563,7 397,5 5299,0 6179,3 3930,6 3542,2 802,7 202,8 37,3 1006,4 347,9
Ago/1999 10353,8 8632,4 705,4 3007,2 650,9 2653,5 442,0 5430,3 6507,1 4058,3 3785,8 910,8 228,7 46,1 1044,4 352,2
Set/1999 10197,9 9038,8 747,8 3179,4 671,4 2764,7 465,6 5617,2 6803,5 4153,4 4039,4 1096,2 235,2 48,3 1018,3 390,1
Out/1999 9887,7 9439,3 762,8 3508,3 663,5 2977,1 489,8 5788,3 7264,1 4227,9 4286,5 1381,5 262,6 46,4 966,3 362,8
Nov/1999 10061,1 9976,5 802,0 3704,8 683,1 3142,8 520,7 5819,3 7727,2 4380,8 4354,5 1676,3 305,3 29,9 944,2 370,6
Dez/1999 10531,0 9921,9 817,6 4195,8 737,9 3402,5 567,0 5171,3 8338,9 4801,9 4376,0 1289,8 326,5 52,9 866,0 379,6
Jan/2000 10056,6 9653,1 833,5 4278,2 760,6 3213,9 552,7 5329,2 8906,8 5103,3 4360,4 1334,9 306,7 70,3 835,2 392,6

 



Quadro 6 - Volumes Médios das Operações Ativas (em R$ milhões)

  Pessoa Jurídica Pessoa Física  
Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Total Cheque Especial - PF Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF Total

Total

geral

Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, médias dos saldos diários
Jan/1997 12571,3 6682,2 891,4 4230,6 1759,0 3043,7 574,6 29752,8 4260,7 4558,4 7884,1 16703,2 46456,0
Fev/1997 11137,1 6950,0 879,0 4144,3 1037,1 3126,2 531,7 27805,4 4571,4 4758,1 8622,0 17951,5 45756,9
Mar/1997 12002,3 7331,0 976,8 4294,5 955,9 3315,6 533,5 29409,6 4721,8 5060,9 9077,7 18860,4 48270,0
Abr/1997 12307,6 7575,3 1088,9 4418,2 895,1 3392,0 542,9 30220,0 4982,1 5406,6 9564,3 19953,1 50173,1
Mai/1997 12456,6 7761,4 1117,8 4496,1 864,1 3490,1 553,2 30739,2 5140,4 5751,0 9519,1 20410,5 51149,7
Jun/1997 12320,2 7981,7 1150,5 4543,8 907,6 3647,0 622,5 31173,4 5260,0 5866,1 9403,6 20529,8 51703,2
Jul/1997 12508,4 8011,1 1240,0 4499,1 973,5 3782,8 643,2 31658,2 5301,9 6102,3 9168,2 20572,3 52230,5
Ago/1997 12704,4 8209,2 1369,7 4292,9 905,6 3888,3 700,4 32070,5 5464,4 6379,9 9088,3 20932,6 53003,2
Set/1997 13149,5 8376,1 1424,4 4286,2 831,6 4055,9 706,8 32830,4 5585,3 6595,5 8891,8 21072,7 53903,2
Out/1997 13374,9 8385,0 1456,6 4382,2 822,9 4170,1 632,6 33224,3 5559,5 6790,6 8681,8 21032,0 54256,3
Nov/1997 13293,5 9008,3 1406,9 4405,5 799,4 3957,5 550,5 33421,6 5811,0 6732,7 8376,8 20920,5 54342,1
Dez/1997 13356,5 9237,5 1248,1 4376,7 744,9 3894,6 519,2 33377,5 5445,5 6601,8 7946,0 19993,3 53370,8
Jan/1998 13382,4 9172,6 1185,9 4128,9 733,9 3476,0 483,9 32563,7 5701,3 6497,3 7530,2 19728,8 52292,5
Fev/1998 12986,9 9064,9 1156,2 3877,4 715,1 3469,6 469,7 31739,8 5890,9 6579,9 7176,0 19646,8 51386,7
Mar/1998 12691,7 9061,4 1139,8 3735,1 681,6 3380,6 443,7 31134,0 6122,2 6639,4 6752,3 19513,8 50647,9
Abr/1998 12629,7 9140,5 1174,3 3823,5 697,1 3340,9 440,2 31246,1 6131,3 6739,7 6510,6 19381,6 50627,7
Mai/1998 12599,4 9279,8 1182,4 3907,4 696,4 3336,9 408,4 31410,8 6062,0 6849,4 6177,6 19089,0 50499,8

 



Quadro 6 - Volumes Médios das Operações Ativas (em R$ milhões)

  Pessoa Jurídica Pessoa Física  
Mês Capital de Giro Conta Garantida Aquisição de Bens - PJ Vendor Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissória Total Cheque Especial - PF Cred. Pessoal - PF Aq.Bens -PF Total

Total

geral

Fonte: Transação PEFI 300 do SISBACEN, médias dos saldos diários
Jun/1998 12645,0 9337,2 1209,7 3898,3 719,0 3291,9 395,1 31496,2 5793,1 6835,0 5932,9 18561,1 50057,4
Jul/1998 12605,3 9131,6 1162,4 3805,5 645,3 3135,4 374,9 30860,4 5605,2 6798,8 5623,0 18027,0 48887,4
Ago/1998 13329,7 9200,8 1107,1 3721,9 660,6 3083,8 352,9 31456,7 5559,1 6893,2 5452,2 17904,5 49361,2
Set/1998 13386,2 9692,2 1129,7 3754,1 767,0 2904,5 320,7 31954,5 5499,9 6905,5 5382,7 17788,1 49742,6
Out/1998 13564,3 9724,0 1015,9 3602,5 633,6 2853,8 297,5 31691,5 5463,6 6611,9 5115,8 17191,2 48882,8
Nov/1998 13507,7 9578,5 967,7 3528,7 650,4 2848,4 307,4 31388,9 5602,5 6511,2 5037,1 17150,8 48539,7
Dez/1998 13543,8 9640,8 939,0 3695,6 685,4 2853,1 307,5 31665,3 5027,9 6385,7 5055,7 16469,4 48134,7
Jan/1999 13494,5 9721,7 894,8 3532,6 639,7 2496,3 278,6 31058,2 5177,8 6326,8 5018,9 16523,4 47581,6
Fev/1999 13455,3 9379,5 872,0 3290,3 930,8 2369,1 259,2 30556,2 5229,9 6602,9 4857,2 16690,0 47246,2
Mar/1999 13794,5 9264,7 867,4 3088,1 621,8 2254,3 251,0 30141,7 5265,2 6607,3 4477,3 16349,8 46491,5
Abr/1999 14176,3 9464,2 890,8 2950,7 559,0 2268,1 253,6 30562,7 5396,5 6742,7 4316,9 16456,1 47018,7
Mai/1999 14388,4 9278,9 894,4 2846,3 597,2 2411,9 268,8 30685,9 5356,5 6874,1 4290,4 16521,0 47206,9
Jun/1999 13736,4 9080,6 900,3 2822,8 685,6 2476,8 327,8 30030,4 5291,8 7012,3 4274,1 16578,3 46608,6
Jul/1999 13759,0 9213,2 890,5 2882,1 577,4 2563,7 397,5 30283,4 5299,0 7185,7 4278,6 16763,3 47046,6
Ago/1999 14139,7 9543,2 934,1 3053,3 650,9 2653,5 442,0 31416,7 5430,3 7551,5 4410,5 17392,3 48808,9
Set/1999 14237,3 10135,0 983,0 3227,7 671,4 2764,7 465,6 32484,8 5617,2 7821,8 4543,5 17982,5 50467,2
Out/1999 14174,1 10820,8 1025,4 3554,7 663,5 2977,1 489,8 33705,4 5788,3 8230,4 4590,7 18609,4 52314,8
Nov/1999 14415,6 11652,8 1107,3 3734,7 683,1 3142,8 520,7 35257,0 5819,3 8671,4 4751,4 19242,1 54499,1
Dez/1999 14907,0 11211,7 1144,0 4248,7 737,9 3402,5 567,0 36218,9 5171,3 9204,9 5181,4 19557,6 55776,5
Jan/2000 14417,0 10988,0 1140,3 4348,5 760,6 3213,9 552,7 35421,0 5329,2 9741,9 5495,8 20567,0 55988,0


Quadro 7 - Composição do Spread – Geral
Dados Mensais (% a.m. padronizado)

Taxas Mensais Taxa de Captação CDB Impostos
Indiretos
(PIS / COFINS
/ IOF)
Despesa ADM Saldo
do PDD* /
Empréstimo
IR/CSLL do Banco Lucro do Banco Empréstimo CPMF Custo do Tomador
Fonte: DEPEP/SP
*PDD: Provisão para Devedores Duvidosos
Valores de Dez/1999, sujeitos a alteração
jan/1997 1,72% 0,26% 1,09% 0,78% 0,44% 0,58% 4,88% 0,13% 5,00%
fev/1997 1,77% 0,27% 1,06% 0,77% 0,52% 0,69% 5,08% 0,13% 5,21%
mar/1997 1,62% 0,27% 1,03% 0,71% 0,56% 0,74% 4,94% 0,13% 5,07%
abr/1997 1,60% 0,27% 1,00% 0,68% 0,52% 0,69% 4,75% 0,13% 4,88%
mai/1997 1,62% 0,48% 0,95% 0,61% 0,49% 0,65% 4,81% 0,13% 4,94%
jun/1997 1,54% 0,48% 0,90% 0,57% 0,51% 0,67% 4,67% 0,13% 4,80%
jul/1997 1,53% 0,27% 0,90% 0,56% 0,56% 0,74% 4,55% 0,13% 4,68%
ago/1997 1,54% 0,27% 0,88% 0,58% 0,58% 0,76% 4,61% 0,13% 4,75%
set/1997 1,53% 0,26% 0,85% 0,50% 0,60% 0,80% 4,55% 0,13% 4,68%
out/1997 1,63% 0,26% 0,84% 0,52% 0,56% 0,74% 4,56% 0,13% 4,69%
nov/1997 2,66% 0,26% 0,85% 0,56% 0,66% 0,88% 5,88% 0,13% 6,01%
dez/1997 2,51% 0,26% 0,91% 0,59% 0,65% 0,87% 5,79% 0,13% 5,92%
jan/1998 2,49% 0,26% 0,85% 0,66% 0,65% 0,86% 5,77% 0,13% 5,90%
fev/1998 2,22% 0,27% 0,86% 0,70% 0,79% 1,05% 5,90% 0,13% 6,03%
mar/1998 1,84% 0,27% 0,87% 0,83% 0,70% 0,92% 5,44% 0,13% 5,57%
abr/1998 1,69% 0,28% 0,87% 0,85% 0,75% 1,00% 5,44% 0,13% 5,58%
mai/1998 1,68% 0,27% 0,88% 0,84% 0,63% 0,84% 5,13% 0,13% 5,26%
jun/1998 1,60% 0,27% 0,87% 0,82% 0,62% 0,83% 5,01% 0,13% 5,14%
jul/1998 1,49% 0,26% 0,85% 0,83% 0,56% 0,75% 4,76% 0,13% 4,89%
ago/1998 1,48% 0,26% 0,84% 0,82% 0,55% 0,73% 4,68% 0,13% 4,81%
set/1998 2,05% 0,26% 0,83% 0,77% 0,62% 0,82% 5,34% 0,13% 5,47%
out/1998 2,38% 0,26% 0,83% 0,85% 0,56% 0,74% 5,61% 0,13% 5,74%
nov/1998 2,09% 0,26% 0,82% 0,85% 0,61% 0,81% 5,45% 0,13% 5,59%
dez/1998 1,96% 0,26% 0,85% 0,99% 0,52% 0,69% 5,28% 0,13% 5,41%
jan/1999 2,20% 0,31% 0,83% 1,05% 0,40% 0,80% 5,59% 0,14% 5,73%
fev/1999 2,50% 0,31% 0,84% 1,12% 0,43% 0,88% 6,08% 0,00% 6,08%
mar/1999 2,40% 0,41% 0,90% 1,18% 0,32% 0,65% 5,86% 0,00% 5,86%
abr/1999 1,98% 0,41% 0,86% 1,23% 0,40% 0,82% 5,70% 0,00% 5,70%
mai/1999 1,66% 0,40% 0,87% 1,25% 0,38% 0,65% 5,21% 0,00% 5,21%
jun/1999 1,50% 0,28% 0,81% 1,28% 0,38% 0,64% 4,88% 0,27% 5,15%
jul/1999 1,49% 0,27% 0,68% 1,24% 0,36% 0,62% 4,67% 0,27% 4,94%
ago/1999 1,41% 0,27% 0,66% 1,21% 0,39% 0,67% 4,62% 0,27% 4,88%
set/1999 1,41% 0,27% 0,67% 1,23% 0,37% 0,64% 4,61% 0,27% 4,87%
out/1999 1,38% 0,18% 0,71% 1,22% 0,39% 0,67% 4,55% 0,27% 4,82%
nov/1999 1,39% 0,17% 0,69% 1,11% 0,37% 0,63% 4,38% 0,27% 4,65%
dez/1999 1,40% 0,17% 0,75% 1,25% 0,21% 0,35% 4,12% 0,27% 4,39%


Quadro 8 - Composição do Spread - Pessoa Física
Dados Mensais (% a.m. padronizado)
Taxas Mensais Taxa de Captação CDB Impostos
Indiretos
(PIS / COFINS
/ IOF)
Despesa ADM Saldo do PDD* / Empréstimo IR/CSLL do Banco Lucro do Banco Empréstimo CPMF Custo do Tomador
Fonte: DEPEP/SP
*PDD: Provisão para Devedores Duvidosos
Valores de Dez/1999, sujeitos a alteração
jan/1997 1,72% 0,56% 2,09% 0,45% 0,52% 0,70% 6,04% 0,15% 6,19%
fev/1997 1,77% 0,56% 1,69% 0,46% 0,73% 0,97% 6,19% 0,15% 6,34%
mar/1997 1,62% 0,56% 1,87% 0,50% 0,62% 0,82% 5,99% 0,15% 6,15%
abr/1997 1,60% 0,56% 1,93% 0,54% 0,45% 0,60% 5,69% 0,15% 5,84%
mai/1997 1,62% 1,26% 2,04% 0,66% 0,19% 0,25% 6,02% 0,15% 6,17%
jun/1997 1,54% 1,25% 1,52% 0,46% 0,50% 0,66% 5,93% 0,15% 6,08%
jul/1997 1,53% 0,56% 1,45% 0,52% 0,75% 0,99% 5,79% 0,16% 5,95%
ago/1997 1,54% 0,56% 1,48% 0,57% 0,75% 1,00% 5,90% 0,16% 6,06%
set/1997 1,53% 0,56% 1,37% 0,61% 0,77% 1,02% 5,86% 0,16% 6,02%
out/1997 1,63% 0,56% 1,34% 0,65% 0,72% 0,95% 5,84% 0,16% 6,00%
nov/1997 2,66% 0,55% 1,16% 0,71% 0,91% 1,20% 7,18% 0,16% 7,34%
dez/1997 2,51% 0,55% 1,36% 0,77% 0,82% 1,08% 7,10% 0,16% 7,25%
jan/1998 2,49% 0,56% 1,14% 0,92% 0,89% 1,17% 7,18% 0,16% 7,34%
fev/1998 2,22% 0,56% 1,00% 0,99% 1,14% 1,51% 7,41% 0,16% 7,57%
mar/1998 1,84% 0,57% 1,43% 1,09% 0,85% 1,13% 6,92% 0,16% 7,08%
abr/1998 1,69% 0,58% 1,21% 1,16% 1,04% 1,38% 7,05% 0,16% 7,21%
mai/1998 1,68% 0,58% 1,40% 1,18% 0,84% 1,11% 6,78% 0,16% 6,94%
jun/1998 1,60% 0,58% 1,29% 1,25% 0,87% 1,16% 6,75% 0,16% 6,91%
jul/1998 1,49% 0,58% 1,34% 1,27% 0,72% 0,95% 6,35% 0,16% 6,51%
ago/1998 1,48% 0,58% 1,45% 1,29% 0,61% 0,81% 6,22% 0,16% 6,38%
set/1998 2,05% 0,57% 1,42% 1,38% 0,58% 0,77% 6,78% 0,16% 6,94%
out/1998 2,38% 0,57% 1,28% 1,54% 0,57% 0,75% 7,08% 0,16% 7,24%
nov/1998 2,09% 0,58% 1,42% 1,73% 0,51% 0,68% 7,01% 0,16% 7,17%
dez/1998 1,96% 0,58% 1,58% 1,69% 0,43% 0,57% 6,81% 0,16% 6,97%
jan/1999 2,20% 0,61% 1,35% 1,69% 0,36% 0,74% 6,96% 0,16% 7,12%
fev/1999 2,50% 0,61% 1,24% 1,69% 0,47% 0,96% 7,48% 0,00% 7,48%
mar/1999 2,40% 0,69% 1,29% 1,67% 0,36% 0,73% 7,14% 0,00% 7,14%
abr/1999 1,98% 0,71% 1,34% 1,67% 0,48% 0,98% 7,16% 0,00% 7,16%
mai/1999 1,66% 0,70% 1,52% 1,61% 0,43% 0,73% 6,66% 0,00% 6,66%
jun/1999 1,50% 0,58% 1,50% 1,37% 0,53% 0,90% 6,39% 0,30% 6,69%
jul/1999 1,49% 0,58% 1,42% 1,27% 0,57% 0,96% 6,28% 0,30% 6,59%
ago/1999 1,41% 0,58% 1,52% 1,19% 0,54% 0,93% 6,17% 0,30% 6,48%
set/1999 1,41% 0,58% 1,45% 1,11% 0,60% 1,03% 6,18% 0,30% 6,48%
out/1999 1,38% 0,23% 1,45% 0,98% 0,75% 1,28% 6,08% 0,29% 6,37%
nov/1999 1,39% 0,22% 1,33% 0,86% 0,75% 1,29% 5,84% 0,28% 6,13%
dez/1999 1,40% 0,21% 1,31% 0,79% 0,65% 1,11% 5,47% 0,29% 5,75%


Quadro 9 - Composição do Spread - CDC/CPF-Pessoa Física
Dados Mensais (% a.m. padronizado)

Taxas Mensais Taxa de Captação CDB Impostos
Indiretos
(PIS / COFINS
/ IOF)
Despesa ADM Saldo
do PDD* /
Empréstimo
IR/CSLL do Banco Lucro do Banco Empréstimo CPMF Custo do Tomador
Fonte: DEPEP/SP
*PDD: Provisão para Devedores Duvidosos
Valores de Dez/1999, sujeitos a alteração
jan/1997 1,72% 0,56% 2,09% 0,45% 0,29% 0,38% 5,49% 0,15% 5,64%
fev/1997 1,77% 0,55% 1,69% 0,46% 0,39% 0,52% 5,39% 0,15% 5,55%
mar/1997 1,62% 0,56% 1,87% 0,50% 0,30% 0,40% 5,25% 0,15% 5,40%
abr/1997 1,60% 0,56% 1,93% 0,54% 0,15% 0,20% 4,99% 0,15% 5,14%
mai/1997 1,62% 1,26% 2,04% 0,66% 0,00% -0,33% 5,25% 0,15% 5,40%
jun/1997 1,54% 1,25% 1,52% 0,46% 0,18% 0,24% 5,19% 0,16% 5,35%
jul/1997 1,53% 0,55% 1,45% 0,52% 0,45% 0,60% 5,10% 0,16% 5,26%
ago/1997 1,54% 0,55% 1,48% 0,57% 0,42% 0,56% 5,13% 0,16% 5,29%
set/1997 1,53% 0,55% 1,37% 0,61% 0,45% 0,60% 5,12% 0,16% 5,27%
out/1997 1,63% 0,55% 1,34% 0,65% 0,42% 0,56% 5,15% 0,16% 5,30%
nov/1997 2,66% 0,54% 1,16% 0,71% 0,56% 0,74% 6,37% 0,16% 6,52%
dez/1997 2,51% 0,55% 1,36% 0,77% 0,51% 0,68% 6,38% 0,16% 6,54%
jan/1998 2,49% 0,55% 1,14% 0,92% 0,55% 0,73% 6,39% 0,16% 6,55%
fev/1998 2,22% 0,55% 1,00% 0,99% 0,69% 0,92% 6,38% 0,16% 6,54%
mar/1998 1,84% 0,57% 1,43% 1,09% 0,49% 0,65% 6,08% 0,16% 6,24%
abr/1998 1,69% 0,57% 1,21% 1,16% 0,58% 0,77% 5,98% 0,16% 6,14%
mai/1998 1,68% 0,57% 1,40% 1,18% 0,42% 0,55% 5,79% 0,16% 5,95%
jun/1998 1,60% 0,57% 1,29% 1,25% 0,49% 0,65% 5,84% 0,16% 6,00%
jul/1998 1,49% 0,57% 1,34% 1,27% 0,39% 0,51% 5,57% 0,16% 5,73%
ago/1998 1,48% 0,57% 1,45% 1,29% 0,25% 0,33% 5,36% 0,16% 5,52%
set/1998 2,05% 0,56% 1,42% 1,38% 0,24% 0,32% 5,98% 0,16% 6,14%
out/1998 2,38% 0,56% 1,28% 1,54% 0,19% 0,26% 6,20% 0,16% 6,36%
nov/1998 2,09% 0,57% 1,42% 1,73% 0,08% 0,11% 6,00% 0,16% 6,16%
dez/1998 1,96% 0,57% 1,58% 1,69% 0,05% 0,07% 5,93% 0,16% 6,09%
jan/1999 2,20% 0,60% 1,35% 1,69% 0,07% 0,14% 6,05% 0,16% 6,21%
fev/1999 2,50% 0,60% 1,24% 1,69% 0,14% 0,29% 6,47% 0,00% 6,47%
mar/1999 2,40% 0,69% 1,29% 1,67% 0,11% 0,22% 6,38% 0,00% 6,38%
abr/1999 1,98% 0,69% 1,34% 1,67% 0,13% 0,26% 6,07% 0,00% 6,07%
mai/1999 1,66% 0,69% 1,52% 1,61% 0,06% 0,11% 5,65% 0,00% 5,65%
jun/1999 1,50% 0,57% 1,50% 1,37% 0,16% 0,27% 5,37% 0,31% 5,67%
jul/1999 1,49% 0,57% 1,42% 1,27% 0,21% 0,36% 5,31% 0,31% 5,62%
ago/1999 1,41% 0,57% 1,50% 1,19% 0,22% 0,37% 5,26% 0,31% 5,57%
set/1999 1,41% 0,57% 1,45% 1,11% 0,24% 0,41% 5,20% 0,30% 5,50%
out/1999 1,38% 0,21% 1,45% 0,98% 0,38% 0,64% 5,04% 0,30% 5,34%
nov/1999 1,39% 0,21% 1,33% 0,86% 0,40% 0,68% 4,88% 0,29% 5,16%
dez/1999 1,40% 0,20% 1,31% 0,79% 0,38% 0,65% 4,73% 0,29% 5,02%


Quadro 10 - Composição do Spread - Cheque Especial-Pessoa Física
Dados Mensais (% a.m. padronizado)

Taxas Mensais Taxa de Captação CDB Impostos
Indiretos
(PIS / COFINS
/ IOF)
Despesa ADM Saldo
do PDD* /
Empréstimo
IR/CSLL do Banco Lucro do Banco Empréstimo CPMF Custo do Tomador
Fonte: DEPEP/SP
*PDD: Provisão para Devedores Duvidosos
Valores de Dez/1999, sujeitos a alteração
jan/1997 1,72% 0,57% 2,09% 0,45% 1,21% 1,61% 7,65% 0,15% 7,80%
fev/1997 1,77% 0,58% 1,69% 0,46% 1,72% 2,28% 8,51% 0,15% 8,66%
mar/1997 1,62% 0,58% 1,87% 0,50% 1,57% 2,08% 8,22% 0,15% 8,37%
abr/1997 1,60% 0,58% 1,93% 0,54% 1,35% 1,79% 7,80% 0,15% 7,95%
mai/1997 1,62% 1,26% 2,04% 0,66% 1,17% 1,55% 8,30% 0,15% 8,45%
jun/1997 1,54% 1,25% 1,52% 0,46% 1,42% 1,88% 8,06% 0,15% 8,22%
jul/1997 1,53% 0,58% 1,45% 0,52% 1,60% 2,12% 7,79% 0,15% 7,95%
ago/1997 1,54% 0,58% 1,48% 0,57% 1,69% 2,24% 8,10% 0,15% 8,25%
set/1997 1,53% 0,58% 1,37% 0,61% 1,65% 2,19% 7,93% 0,15% 8,08%
out/1997 1,63% 0,57% 1,34% 0,65% 1,54% 2,04% 7,77% 0,15% 7,92%
nov/1997 2,66% 0,57% 1,16% 0,71% 1,81% 2,40% 9,30% 0,15% 9,45%
dez/1997 2,51% 0,57% 1,36% 0,77% 1,64% 2,17% 9,02% 0,15% 9,17%
jan/1998 2,49% 0,57% 1,14% 0,92% 1,71% 2,27% 9,11% 0,16% 9,27%
fev/1998 2,22% 0,59% 1,00% 0,99% 2,17% 2,87% 9,84% 0,16% 9,99%
mar/1998 1,84% 0,59% 1,43% 1,09% 1,64% 2,18% 8,77% 0,16% 8,93%
abr/1998 1,69% 0,60% 1,21% 1,16% 2,02% 2,68% 9,36% 0,16% 9,52%
mai/1998 1,68% 0,60% 1,40% 1,18% 1,75% 2,32% 8,92% 0,16% 9,08%
jun/1998 1,60% 0,59% 1,29% 1,25% 1,72% 2,28% 8,74% 0,16% 8,90%
jul/1998 1,49% 0,59% 1,34% 1,27% 1,45% 1,92% 8,07% 0,16% 8,23%
ago/1998 1,48% 0,59% 1,45% 1,29% 1,43% 1,89% 8,14% 0,16% 8,30%
set/1998 2,05% 0,59% 1,42% 1,38% 1,34% 1,78% 8,56% 0,16% 8,72%
out/1998 2,38% 0,59% 1,28% 1,54% 1,37% 1,82% 8,97% 0,16% 9,13%
nov/1998 2,09% 0,60% 1,42% 1,73% 1,40% 1,86% 9,10% 0,16% 9,26%
dez/1998 1,96% 0,60% 1,58% 1,69% 1,28% 1,70% 8,81% 0,16% 8,97%
jan/1999 2,20% 0,64% 1,35% 1,69% 1,02% 2,06% 8,96% 0,16% 9,12%
fev/1999 2,50% 0,64% 1,24% 1,69% 1,20% 2,44% 9,72% 0,00% 9,72%
mar/1999 2,40% 0,71% 1,29% 1,67% 0,88% 1,79% 8,74% 0,00% 8,74%
abr/1999 1,98% 0,73% 1,34% 1,67% 1,21% 2,46% 9,39% 0,00% 9,39%
mai/1999 1,66% 0,72% 1,52% 1,61% 1,19% 2,03% 8,74% 0,00% 8,74%
jun/1999 1,50% 0,61% 1,50% 1,37% 1,33% 2,26% 8,56% 0,30% 8,86%
jul/1999 1,49% 0,60% 1,42% 1,27% 1,33% 2,27% 8,38% 0,30% 8,68%
ago/1999 1,41% 0,60% 1,50% 1,19% 1,29% 2,19% 8,18% 0,30% 8,48%
set/1999 1,41% 0,60% 1,45% 1,11% 1,39% 2,37% 8,34% 0,29% 8,64%
out/1999 1,38% 0,26% 1,45% 0,98% 1,59% 2,71% 8,37% 0,29% 8,65%
nov/1999 1,39% 0,25% 1,33% 0,86% 1,57% 2,67% 8,08% 0,28% 8,35%
dez/1999 1,40% 0,24% 1,31% 0,79% 1,40% 2,39% 7,52% 0,28% 7,80%


Quadro 11 - Composição do Spread - Pessoa Jurídica
Dados Mensais (% a.m. padronizado)

Taxas Mensais Taxa de Captação CDB

Impostos
Indiretos
(PIS / COFINS
/ IOF)

Despesa ADM

Saldo
do PDD* /
Empréstimo

IR/CSLL do Banco Lucro do Banco Empréstimo CPMF Custo do Tomador
Fonte: DEPEP/SP
*PDD: Provisão para Devedores Duvidosos
Valores de Dez/1999, sujeitos a alteração
jan/1997 1,72% 0,14% 0,71% 0,93% 0,31% 0,41% 4,22% 0,11% 4,33%
fev/1997 1,77% 0,14% 0,69% 0,90% 0,37% 0,49% 4,37% 0,11% 4,48%
mar/1997 1,62% 0,14% 0,68% 0,85% 0,42% 0,56% 4,26% 0,11% 4,37%
abr/1997 1,60% 0,14% 0,65% 0,82% 0,39% 0,52% 4,13% 0,11% 4,24%
mai/1997 1,62% 0,14% 0,62% 0,84% 0,34% 0,45% 4,00% 0,11% 4,11%
jun/1997 1,54% 0,13% 0,59% 0,85% 0,31% 0,41% 3,84% 0,11% 3,95%
jul/1997 1,53% 0,13% 0,59% 0,84% 0,28% 0,37% 3,75% 0,11% 3,86%
ago/1997 1,54% 0,13% 0,58% 0,85% 0,29% 0,38% 3,77% 0,11% 3,88%
set/1997 1,53% 0,13% 0,56% 0,85% 0,27% 0,36% 3,70% 0,11% 3,81%
out/1997 1,63% 0,13% 0,55% 0,79% 0,28% 0,37% 3,75% 0,11% 3,86%
nov/1997 2,66% 0,13% 0,56% 0,81% 0,39% 0,52% 5,06% 0,11% 5,18%
dez/1997 2,51% 0,14% 0,59% 0,85% 0,39% 0,52% 5,00% 0,11% 5,12%
jan/1998 2,49% 0,13% 0,56% 0,88% 0,37% 0,48% 4,92% 0,11% 5,03%
fev/1998 2,22% 0,14% 0,56% 0,93% 0,48% 0,64% 4,97% 0,11% 5,08%
mar/1998 1,84% 0,14% 0,57% 0,94% 0,44% 0,58% 4,51% 0,11% 4,62%
abr/1998 1,69% 0,14% 0,57% 0,99% 0,45% 0,60% 4,45% 0,11% 4,56%
mai/1998 1,68% 0,14% 0,58% 1,01% 0,31% 0,41% 4,13% 0,11% 4,24%
jun/1998 1,60% 0,14% 0,57% 0,88% 0,34% 0,46% 3,98% 0,11% 4,10%
jul/1998 1,49% 0,14% 0,56% 0,92% 0,31% 0,41% 3,83% 0,11% 3,94%
ago/1998 1,48% 0,13% 0,55% 0,89% 0,32% 0,43% 3,80% 0,11% 3,92%
set/1998 2,05% 0,14% 0,54% 0,90% 0,39% 0,52% 4,54% 0,11% 4,66%
out/1998 2,38% 0,13% 0,54% 0,88% 0,38% 0,50% 4,82% 0,11% 4,93%
nov/1998 2,09% 0,14% 0,54% 0,93% 0,39% 0,52% 4,60% 0,11% 4,72%
dez/1998 1,96% 0,14% 0,56% 0,97% 0,36% 0,48% 4,48% 0,11% 4,59%
jan/1999 2,20% 0,18% 0,54% 0,85% 0,36% 0,73% 4,86% 0,14% 4,99%
fev/1999 2,50% 0,18% 0,55% 1,00% 0,36% 0,73% 5,32% 0,00% 5,32%
mar/1999 2,40% 0,28% 0,59% 0,99% 0,30% 0,61% 5,16% 0,00% 5,16%
abr/1999 1,98% 0,29% 0,56% 1,09% 0,33% 0,67% 4,92% 0,00% 4,92%
mai/1999 1,66% 0,28% 0,57% 1,31% 0,23% 0,39% 4,43% 0,00% 4,43%
jun/1999 1,50% 0,15% 0,53% 1,08% 0,29% 0,50% 4,06% 0,25% 4,30%
jul/1999 1,49% 0,14% 0,45% 1,09% 0,23% 0,39% 3,78% 0,24% 4,02%
ago/1999 1,41% 0,15% 0,43% 1,27% 0,18% 0,31% 3,75% 0,25% 4,00%
set/1999 1,41% 0,15% 0,44% 1,26% 0,17% 0,30% 3,73% 0,25% 3,98%
out/1999 1,38% 0,15% 0,46% 1,21% 0,19% 0,32% 3,71% 0,24% 3,95%
nov/1999 1,39% 0,14% 0,45% 1,22% 0,14% 0,23% 3,58% 0,24% 3,82%
dez/1999 1,40% 0,14% 0,49% 1,22% 0,05% 0,09% 3,39% 0,24% 3,63%