Logomarca BCB

Funções do master

Master

Para o acesso e a utilização do Sisbacen, o sistema apresenta uma estrutura na qual as gerências de segurança exercem uma função fundamental, dentro da seguinte hierarquia:

Gerência geral de segurança da informação (master nível 1) - exercida pelo Departamento de Tecnologia da Informação Deinf, do Banco Central. Faz a inclusão inicial das transações no sistema, credencia as instituições para uso do Sisbacen, liberando os respectivos menus de transações e serviços. Credencia, ainda, o gerente setorial de Segurança da Informação (master) da instituição.

Gerência Setorial de Segurança da Informação, em nível de instituição (master nível 2) - Exercida pelo master da instituição, previamente credenciado pela gerência-geral. Ele administra, internamente, o cadastramento dos operadores/dependências que terão acesso ao sistema. É, ainda, encarregado de liberar as transações e serviços para as dependências, de acordo com as necessidades de serviço e autorizar diversos usuários especiais que atuarão como gerentes setoriais de Segurança da Informação na citada dependência.

Gerência Setorial de Segurança da Informação, em nível de dependência (master nível 3) - Exercida pelo master da dependência, responsável pelo cadastramento de operadores com as respectivas transações e os serviços para utilização.


Funções do master

A função de master é de grande responsabilidade. Além de ter acesso às transações e aos serviços já disponíveis e a serem disponibilizados para a instituição, alguns deles podendo conter informações de caráter sigiloso, é também responsável pelo cadastramento de operadores para acesso ao sistema.

É um funcionário de confiança, indicado pela instituição, por formulário de cadastramento inicial ou por correspondência assinada pelo presidente ou pelos diretores da Instituição. É a pessoa encarregada pelo credenciamento das dependências da sua instituição, das transações e serviços para as dependências, bem como do master alterno (seu substituto) e do master nível 3 (da dependência, se houver).

Dentre as suas funções, podem ainda ser destacadas: a verificação regular do elenco de transações e serviços disponíveis para a instituição, a reabilitação de operadores bloqueados pelo sistema, o acompanhamento da atuação do master alterno e do master nível 3, e a liberação de senhas para os operadores quando necessário.