Logomarca BCB

Entenda o STA

Objetivo

O Sistema de Transferência de Arquivos – STA foi instituído pela Carta-Circular 3.588, divulgada no Diário Oficial da União de 19/03/2013.

Esse sistema tem por objetivo permitir o intercâmbio de arquivos digitais entre o Banco Central do Brasil e outras instituições cadastradas no Sisbacen, de forma padronizada e segura, por meio de conexões na Internet, utilizando o protocolo HTTPS.

No dia 24/06/2013, o intercâmbio de arquivos digitais por meio dos aplicativos PSTAW10, PSTAC10 e Connect foram desabilitados.

Funcionalidades

O STA disponibiliza funcionalidades Web e Web Services que permitem o recebimento e envio de arquivos digitais de/para o Banco Central do Brasil, além de consultas.

O STA Web tem o objetivo de permitir que os usuários acessem as funcionalidades do sistema de forma manual, por meio de navegadores de Internet (browsers)

Os Web Services do STA têm o objetivo de permitir que os usuários acessem as funcionalidades do sistema de forma automatizada, por meio de requisições HTTPS.

Disponibilidade

O STA está disponível para transferência de arquivos todos os dias, vinte e quatro horas por dia. Reservam-se ao Banco Central do Brasil os períodos compreendidos entre 0h e 1h de segunda a sábado e entre 0h e 12h00 dos domingos para eventuais manutenções.

Autorização de uso

Para fazer uso do sistema, o usuário deverá estar credenciado no Sisbacen e cadastrado na transação PSTA300, de forma a assegurar que somente usuários autorizados pela própria instituição possam transmitir arquivos em seu nome. Adicionalmente, pode ser exigida a autorização em outro serviço para o envio de determinados tipos de documentos, de modo a garantir maior segurança no envio e busca de informações.

Os másters de cada instituição são responsáveis pelo controle de credenciamento de seus operadores na transação PSTA300. Caso não haja nenhum máster habilitado no ambiente de homologação, a reabilitação de senha deve ser solicitada ao Deinf/Diate por meio da aplicação BC Correio. O remetente, que deve necessariamente ser máster no ambiente de produção, deve informar o email para o qual será enviada a nova senha. Após a verificação de que o solicitante é realmente máster Sisbacen no ambiente de produção, sua senha será alterada e enviada para o email indicado no correio eletrônico.

Mais informações sobre cadastro/credenciamento no Sisbacen podem ser encontradas aqui.

Ambientes

O STA trabalha com dois ambientes apartados:

Arquivos

A preparação dos arquivos enviados ao Banco Central do Brasil é responsabilidade do remetente e deve seguir, quando for o caso, as regras estabelecidas para cada tipo de arquivo. Exemplos de arquivos que podem ser enviados para o Banco Central do Brasil podem ser encontrados aqui.

Os arquivos digitais trafegados pelo STA devem estar compactados no padrão ZIP ou GZ.

Cada instituição só terá acesso aos arquivos que a ela se destinam.

A integridade do conteúdo do arquivo é verificada utilizando-se algoritmo de hash, que garante que o conteúdo recebido é o mesmo que foi enviado. O algoritmo de hash utilizado é o SHA-256.

Fale conosco

Dúvidas e problemas no STA poderão ser tratados pelo help desk do Banco Central no telefone (61) 3414-2156 ou encaminhadas por e-mail para suporte.ti@bcb.gov.br.

Dúvidas sobre cadastramento ou reabilitação de senhas no Sisbacen devem ser encaminhadas para gerente.sisbacen@bcb.gov.br.